Sábado, 12 de Março de 2005

É ASSIM

nos.eu.voce HTW pub.JPG

 

Olhe para a frente, quando chego e me aproximo... não é preciso virar-se para mim, quando já me sentiu. Faça de conta que não me vê, quando não pára de olhar para mim. Não baixe a cabeça ou levante o copo, enquanto olho para si. Para quê perguntar-me, quando notou que eu estava a olhar para aí. Não vale a pena esconder, quando eu as quero ver. Peça outra enquanto lhe apeteça, e coma mais antes que arrefeça. Eu levo o carro, se não sabe para onde ir... mas indique-me o caminho, para onde me quer levar.

 

Eu já a tinha beijado antes de mo pedir... agora encoste os lábios, para os sentir. Adoro quando pára e recomeça... quando continua, e não me deixa parar. Porque diz que se sente assim, quando eu sinto o mesmo em mim... Não tenha dúvidas, tenha tesão... tal e qual, eu tenho por si. Faça barulho para mim, adoro o som que lhe provoca prazer. Adoro o seu perfume, quando se mistura com o meu... agora cheira a sexo. O seu peito suado e apertado... agora está destapado, e amassado pela minha mão. Quero que saiba como eu a sinto, e saber como o sente... quando o toca. Quero que diga sim, mais, agora e não... quero que sinta prazer, quando sente a minha mão.

Faça assim com os lábios, e desvie-me o olhar... aproxime a sua boca, e feche os olhos quando a beijar. Desvie-se da janela, para ninguém ver... o que me quer mostrar, o que vou lamber. Diga-me ao ouvido, como soa dizer que vou fodê-la... Espere até eu fazer o mesmo, quando lhe digo que vou comê-la. Não adormeça antes de se deitar sobre mim, não descanse antes de a abraçar assim. Não puxe os cabelos que agora estão presos no meu braço... deixe-os estar como estão,  fui eu que os prendi. Feche os olhos, e não permaneça em alerta... quando deseja que a vigie, e a mantenha desperta. Abrace-me, quando ainda não me abraçou...  depois de eu a ter abraçado, antes de ser abraçado por si. Diga que não, quando lhe digo que sim...  quando não quer saber, o que penso de si.

Eu quero estar dentro de si, para ficar e voltar a entrar... para ouvir o que não me disse, e ver o que não vejo. Quero escutar quando me chama, e sentir como se sente... repetir o que me diz, para o sentir novamente. É intenso como queremos, é assim porque gostamos… e cúmplices somos, porque intensamente nos gostamos. Fale do que pensa e diga-me o que sente… serei parvo para si, e digo-lhe o que senti. Agora vou ficar a olhar, e quero vê-la vestir-se... sem que se tenha apercebido, que antes a vi despir-se. Não se despeça de mim, quando não quer que vá... não consigo deixar de abraçá-la, quando não quero ir. Diz-me que não costuma ser assim, mas eu também não... somos nós, eu e você.

 

Um abraço...

SHAKERMAKER

 

honky tonk women por shakermaker às 00:00
ISOLAR TEXTO | RECOLHER TEXTO
|

»HTW é um tributo a todas as mulheres

»Mulheres que desejam insultar o shakermaker