Quinta-feira, 20 de Julho de 2006

OH YEAH

Esta noite, a lua é como uma bola de espelhos cujos reflexos iluminam a pista que espera por nós. Descalça os teus sapatos, deixa-os junto da tua mala num canto, mas vem até ao centro. Já pensaste no que perdes enquanto não vens, como quem bebe sem par num balcão de um bar... Eu sei que não mascas pastilha elástica  e porque sorves dum copo de água com corantes para disfarçar. Eu sei o que é mas não me importo, e até estou disposto a experimentar um pouco só para provar a que sabe a tua boca. E agora, será que me concedes a dança por que tanto espero?

 

Rola pela direita e deixa a esquerda por minha conta, fecha os olhos e acompanha os graves em cada passo. Roda em torno de mim quando aperto as tuas ancas e segue as rotações do DJ. Escuta as meninas do  coro que cantam afinadas em alto e bom som as palavras:  oh yeah  oh yeah  oh yeah  oh yeah  oh yeah

Sente o crescendo deste refrão como quem sente o corpo bulir por tesão, e deixa o teu ritmo cardíaco pulsar pela cadência dos decibéis. Tu bem sabes que se invertermos os papéis, a música pára e eu troco de par, mas esta noite não vais encontrar mais ninguém que contigo queira dançar.

 

 

Esta noite, o alcatrão sujo e concreto serve de discoteca a céu aberto para que possamos dançar. Abre o teu decote, deixa tudo o que trazes no peito despojado de lado num canto, mas vem até ao centro.

Já olhaste bem para ti da mesma forma como te vejo, como quem gosta do que vê quando sente desejo... Eu sei que não tens a vista congestionada e porque razão as tuas narinas são tão avermelhadas. Eu sei como é mas não vou fazer caso, e até sou capaz de partilhar contigo um traço só para entrar na tua mente. E agora, será que me concedes a dança que tanto quero?

 

Solta-te para a frente e deixa comigo a retaguarda, mexe os pés e segue o movimento dos meus braços. Rodopia em meu redor enquanto deslizo pelas tuas coxas e segue as misturas do DJ. Escuta as meninas do coro que cantam afinadas em alto e bom som as palavras:  oh yeah  oh yeah  oh yeah  oh yeah  oh yeah

Sente o crescendo deste refrão como quem sente o corpo bulir por tesão, e deixa o teu ritmo cardíaco pulsar pela cadência dos decibéis. Tu bem sabes que se invertermos os papéis, a música pára e eu troco de par, mas esta noite não vais encontrar mais ninguém que contigo queira dançar.

Um abraço...

SHAKERMAKER

honky tonk women por shakermaker às 00:00
ISOLAR TEXTO | RECOLHER TEXTO
|

»HTW é um tributo a todas as mulheres

»Mulheres que desejam insultar o shakermaker